HOMEM É DETIDO POR APROPRIAÇÃO INDÉBITA DE VEÍCULO
Condutor foi abordado no Jardim Mirandola e disse ter comprado o automóvel em uma revenda; proprietário desistiu do negócio e realizou queixa

Publicado por Patrícia di Sanctis

No dia: 07/12/2017 às 00h01

A Polícia Militar (PM) de Americana apreendeu na tarde desta quarta-feira (06) um homem acusado de apropriação indébita de um veículo. O condutor foi abordado durante patrulhamento dos militares no Jardim Mirandola.

Segundo informações da PM, por volta das 15h30, um veículo modelo Honda Civic foi avistado pelo Cabo Vasconcelos e Soldados Nunes, trafegando pela contramão na Rua Tívoli, o que motivou a abordagem.

O condutor, identificado como T.M.R., passou por revista pessoal, mas nada ilícito foi encontrado com ele, assim como no veículo.

Em entrevista, ele alegou que adquiriu o veículo em uma revenda e que pagaria pelo carro no nome do proprietário. No entanto, o dono do automóvel teria desistido do negócio e registrado uma queixa de apropriação indébita.

Diante dos fatos o veículo foi apreendido e o condutor liberado até esclarecimento dos fatos perante a Justiça.

HOMEM É DETIDO POR APROPRIAÇÃO INDÉBITA DE VEÍCULO
Condutor foi abordado no Jardim Mirandola e disse ter comprado o automóvel em uma revenda; proprietário desistiu do negócio e realizou queixa

Publicado por Patrícia di Sanctis

No dia: 07/12/2017 às 00h01

A Polícia Militar (PM) de Americana apreendeu na tarde desta quarta-feira (06) um homem acusado de apropriação indébita de um veículo. O condutor foi abordado durante patrulhamento dos militares no Jardim Mirandola.

Segundo informações da PM, por volta das 15h30, um veículo modelo Honda Civic foi avistado pelo Cabo Vasconcelos e Soldados Nunes, trafegando pela contramão na Rua Tívoli, o que motivou a abordagem.

O condutor, identificado como T.M.R., passou por revista pessoal, mas nada ilícito foi encontrado com ele, assim como no veículo.

Em entrevista, ele alegou que adquiriu o veículo em uma revenda e que pagaria pelo carro no nome do proprietário. No entanto, o dono do automóvel teria desistido do negócio e registrado uma queixa de apropriação indébita.

Diante dos fatos o veículo foi apreendido e o condutor liberado até esclarecimento dos fatos perante a Justiça.